4 dicas para criar a relação das crianças e as letras

Você já pensou em usar a literatura como uma aliada na hora de promover a relação das crianças e as letras? Trazer atividades relacionadas à leitura para o dia a dia de casa incentiva o desenvolvimento dessa relação.


A literatura é uma porta de entrada para as crianças serem introduzidas ao mundo das letras. E você já pensou em como promover a relação das crianças e letras?

Nesse texto, separamos 4 formas de promover essa cultura entre as crianças e a literatura. Se você quer aplicar essa prática na sua casa, continue lendo esse texto e saiba como introduzi-la no dia a dia das crianças.



1. Conte história para as crianças

Não importa se são boas ou ruim, o que importa é que sejam histórias, que tenham desenvolvimento e intriga. O importante é que algo aconteça e que gere curiosidade.

Se possível, evite lê-las. As histórias contadas são melhores do que as lidas. Elas são mais fluidas e relevantes. Quando elas são assumidas por um narrador familiar, seu ritmo e lexicografia adquirem a chave social apropriada. Isso é essencial para as crianças entrarem nas histórias.



2. Tenha livros em casa

Não importa quais livros. O requisito é que sejam muitos e variados. Junte os livros e faça crie uma biblioteca. O importante é que exista nas casas uma biblioteca ao alcance das crianças.

Não falamos em uma biblioteca infantil, mas sim em um espaço na casa e que esteja ao alcance das crianças. Bibliotecas úteis são as bibliotecas de todos. Os livros juntos e misturados.



3. Dê à ficção uma entidade na epistemologia da família

Quero dizer que é para deixar que a ficção tenha o seu prestígio. O objetivo é deixar que a própria implausibilidade da ficção tenha prestígio dentro da família. Para isso, afaste-se do culto ao realismo que geralmente nos domina.

Em família, deixar os sonhos e as fantasias se manifestem, dessa forma, é preciso promover o seu incentivo e fazer com que eles sejam levados a sério. Essa não é uma tarefa fácil, mas é fundamental. Trata-se de repensar o status da ficção no conjunto das crenças familiares.


4. Introduza a dimensão estética da narração

Não estou saindo em defesa da boa fala, que é pouco relevante e é adequada ao culto. Refiro-me à dimensão expressiva da estética literária.

Estamos falando sobre destacar quando uma história funciona e como ela funciona. Em família, brinque com os significantes e salve as narrações fluidas. Conte com graça, com talento e em um bom tom. Brinque com significados; fragmente as palavras, faça com que elas digam outra coisa e se deixe contradizer.

Comece sem mexer; pouco a pouco, sem forçar e sem obrigações. A obrigação mata o caminho percorrido. Acima de tudo, evite o subliminar, deixe claro que toda essa leitura gera um prazer, é ótimo, muito útil, muito bom e coisas assim.

Sem pesar, então, deixe as histórias e os livros viverem naturalmente em casa.


Acabo com uma imagem. Gosto da cena familiar do café da manhã e os uns aos outros, crianças e adultos, recontando os sonhos da noite anterior. Parece-me que essa dinâmica integral funciona para unir as crianças e as letras.

Existem diversas formas de incentivar a leitura e a literatura é uma parte muito importante para fazer a relação das crianças e as letras.

Gostou do nosso texto? Deixei um comentário e nos conte a sua opinião sobre essas dicas.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Vivadi_logo-extenso-vermelho.png
Acompanhe pelas redes
  • Gris Icono de Instagram
  • Gris Icono de YouTube
  • Gris Facebook Icono

Rua Booker Pittman, 163

Morumbi, São Paulo – SP
CEP: 04711-030

+55 11 94925-5796

contato@vivadi.com.br